MENU
catastrofijp

Catástrofe ambiental: Efeito dominó de mudanças climáticas pode estar transformando a Terra em uma estufa irreversível

Japão vive um estranho verão, de recordes históricos de temperatura máxima causando cerca de cem mortes semanais por hipertermia. Chuvas torrenciais em volumes nunca vistos transformam cidades inteiras em rios e lagos, matando centenas e deixando milhares sem casas. Estranhos tufões com rotas nunca vistas deixam rastros de destruição.

Na Europa, as ondas de calor vindas do sul elevam temperaturas a até 48 graus. Animais selvagens se refugiam das florestas para os túneis de automóveis. A geleira do ponto culminante da Suécia derreteu definitivamente, diminuindo em 4 metros a altura da montanha.Florestas se incendeiam matando centenas, como está acontecendo na Grécia.

Esse parece ser o cenário do início de uma grande catástrofe ambiental irreversível e terrível, segundo a pesquisa de um grupo de cientistas que foi publicada na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).

Segundo esses cientistas, o cenário é muito pior do que foi estabelecido para o acordo de Paris, que conta com apoio de quase 200 países. Eles chegam a conclusão que existe um ponto de não retorno, a partir do qual não adiantará mais fazer reduções de emissões de gases de efeito estufa.

Depois que o dominó do desequilíbrio ambiental começar a derrubar as suas peças, como o aquecimento dos mares, disfunção dos “carbon sinks” (sumidouros de carbono – os oceanos e a floresta amazônica, por exemplo – que absorvem cerca de 4,5 bilhões de toneladas de gases de efeito estufa todos os anos) que podem parar de absorver os carbonos como sempre fizeram e começar a liberá-los na atmosfera, derretimento de geleiras e do gelo dos pólos, elevando o nível do mar em até 60 metros, a mudança das correntezas do mar e da atmosfera, etc…

 

Leia mais

 

Fonte: ipc.digital

Autor:

Publicado em: 9 de agosto de 2018

Categoria: Notícias

Acessos: 12

Deixe uma resposta