MENU

Notícias da Comunidade
Category

46ª Apresentação de Canto Entoado e Dança de Leques e Espadas

Muita gente na comunidade nikkey desconhece o que seja Shiguin e Shibu. Shiguin se escreve, em kanji, dessa forma: [詩吟]. O primeiro kanji, lê-se shi e significa poema; o segundo, guin, que significa entoar. Assim, Shiguin significa: entoar poemas. Shibu se escreve [詩舞], sendo que o segundo kanji, que se lê bu, significa bailado. E, portanto, Shibu é “Bailado de Poemas”. Completando, ken escreve-se assim [], e significa espada. Dessa forma, Kenbu significa “Bailado de Espadas”.

Foi apenas uma introdução para poder discorrer sobre a 46ª Apresentação de Guinken Shibu Taikai, ou Canto Entoado e Dança de Leques e Espadas, que aconteceu no último dia 7 de Setembro. Essas apresentações acontecem todos os anos, em São Paulo, no dia da Independência do Brasil. Isso, há 46 anos! Um legado impressionante trazido ao Brasil por nossos antepassados, para preservar, aqui, a arte com tradição de mais de 1300 anos no Japão.

Nesse dia, em que o evento se iniciou às 10h00 e se encerrou às 15h30, com uma hora de intervalo para almoço, foram apresentadas 71 peças. A mais jovem a se apresentar foi Kanro Kubo, japonesa de 16 anos, filha de monja budista, que dançou “Shizuka Gozen”, uma peça da era de Guenji e Heike dos anos 1200. Ela foi acompanhada de um poema entoado pela professora Kazuyo Morishita.

A mais idosa a se apresentar foi Itsuko Kato, professora de Dança e Canto, de 92 anos, que entoou o poema “Kodama”, de Ishikawa Takuboku.

Os poemas, em geral, são difíceis de entender, mesmo para os japoneses que dominam a língua, por isso requerem muita interpretação, que geralmente acompanha esses versos. Como se trata de poemas de autoria de poetas famosos e que descrevem passagens épicas notáveis e históricas, os apreciadores acompanham as apresentações com muita emoção.

O tema central desse ano foi “150 Anos da Restauração Meiji – 1868 ~ 2018”. Quem acompanha aos domingos, a atual novela histórica da NHK do Japão – sobre Saigo Takamori (Segodon), personagem do filme “O Último Samurai”, deve ter relembrado os Byakkotai, famoso episódio ocorrido em 1868, episódio, esse, em que jovens de 16 anos se sacrificaram em ato derradeiro ao ver o Castelo Tsuruga de Aizu Wakamatsu, atual Fukushima, bombardeado e em chamas.

Outro poema desse período e que foi apresentado foi “Shiroyama” descrevendo a morte do herói Saigo Takamori na guerra Sei-nan, que foi entoado pelo professor Motohiro Sato.

Temos, em São Paulo, excelentes praticantes de Shibu e Kenbu como o conhecido carateca, faixa preta 5º dan, Akira Saito e Luíz Kobayashi, mas também praticantes não descendentes, como Gustavo Shodô, Christian Nastari e Fernando Gouveia, com alto nível de domínio dessa arte. Acho que fariam sucesso se apresentassem no Japão.

Acho importante a preservação da prática dessas artes. No diário do meu falecido pai consta que ele entoou um Shiguin no navio Arizona-maru, quando veio como imigrante para o Brasil, na festa de travessia da linha do Equador. Ele tinha 19 anos e veio só no ano de 1934. Eu pratico Shiguin por achar que é uma forma de prestar homenagem aos nossos ancestrais, entendendo de alguma forma, a vida que eles viveram, a história deles e compreender um pouco mais o Japão.

Capa do livro-programa

Hidemitsu Miyamura, presidente da Guinken Shibudo do Brasil, faz a abertura do evento

Público presente

Os dançarinos de cima, de Kenbu, são, da direita, Gustavo Shodo (nome artístico) e da esquerda, Fernando Gouveia, praticantes há vinte anos

Acima, à direita, é Itsuko Kato, de 86 anos, entoando shingui. É professora e formadora de excelentes praticantes de Kenbu .

Acima, à esquerda é Bifú Hori, apresentando Kayouguin, Ganpekino Haha. É praticante há 30 anos e foi elogiada por mestres no Japão.

Acima, à esquerda, Karina Andelocci, praticante há apenas dois anos, interpretou Fujisan, um clássico de Ishikawa Jyozan que evoca as virtudes do Monte Fuji para os japoneses e depois Oboro Zukiyo de 1914.

Nas fotos abaixo, a dançarina do meio é Kanro Kubo, japonesa de 16 anos, filha da monja budista do Nishi Honganji (Praça da Árvore SP); a da esquerda, Aiko Suzuki, de São José dos Campos; e, a da direita é Tsubaki Jifu, de Belém do Pará. As duas já no nível de mestres.

Akira Saito, campeão mundial de karatê, 5º dan, e um dos melhores praticantes de Kenbu, Shibu e Karatê-mai

Tsubaki Jifu. Veio de Belém do Pará e é umas melhores dançarinas. Está difundindo essa arte na Amazônia

Kazuyo Morishita, presidente da Shoko-ryu Guinkenshibudo do Brasil, fazendo o encerramento do evento. Versátil também em Shodo (caligrafia), grau máximo.

Confraternização ao final do evento

 

 


Por Hidemitsu Miyamura,
Engenheiro, presidente da União Cultural Guinken Shibudo do Brasil,
autor de livros, escreve artigos e matérias a jornais da comunidade.
Atualmente, realiza palestras sobre História e Cultura do Japão.
(fotos: Silvio Sano)

 

Read More

Grupo Todos Nós realiza jantar/show beneficente no Parque Maeda

10 de setembro de 2018 • Eventos, Música e Artes, Notícias da Comunidade • Views: 128

Em virtude de, neste ano, estar havendo muitas festividades alusivas aos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, o Grupo Todos Nós também realizou um jantar/show beneficente relativo, no Parque Maeda, em Itu, no dia 01/09/2018. Com quase 1.500 convidados, o Grupo, composto por Pedro Mizutani,

Nipponjin no Kokoro no Utá, ainda… O SHOW!

1 de setembro de 2018 • Cultura, Eventos, Música e Artes, Notícias, Notícias da Comunidade • Views: 284

Considerado por muitos e até por alguns dos próprios cantores que participam do mesmo como melhor show do ano de música ao vivo realizado no Grande Auditório do Bunkyo/SP, o 18º Nipponjin no Kokoro no Utá (18º Melodias Imortais), deste ano, ocorreu no dia 19 de Agosto e, como todos os anos,

Na Sexta Cultural dos 110 Anos da Imigração, o ICBJ (Bunkyô-Rio) traz Silvio Sano

30 de agosto de 2018 • Associações, Cultura, Eventos, Notícias, Notícias da Comunidade • Views: 262

Na última sexta-feira (24/8), o Instituto Cultural Brasil-Japão (ICBJ), com sede no Rio de Janeiro, recebeu o escritor e jornalista Silvio Sano para uma palestra relativa à imigração japonesa no Brasil e bem como sobre seu mais recente livro, “Kontos, Krônicas & Kanções”.

Carinhosa Recepção à Princesa Mako no Rio de Janeiro

18 de agosto de 2018 • Cultura, Eventos, Notícias, Notícias da Comunidade • Views: 98

Em 18 de julho de 2018 sua alteza imperial princesa Mako de Akishino chegou à cidade do Rio de Janeiro, a primeira das 14 em 5 estados: durante duas semanas participará das comemorações aos 110 Anos de imigração japonesa no Brasil. Após visitar o Cristo Redentor no Morro do Corcovado, a

Jardim Japonês na USP marca os 110 A anos da Imigração Japonesa no Brasil em grande estilo

17 de agosto de 2018 • Cultura, Eventos, Notícias da Comunidade, Pontos Turísticos • Views: 145

Na foto em destaque, família do paisagista Kinji Yoshida marca presença na reinauguração – (Foto: Luci Judice Yizima) A Cidade Universitária ganha o mais novo ponto turístico Zen, Jardim Japonês da USP, localizado no Herbário do Instituto de Biociências da USP, reinaugurado em

Visitas do Japão emocionaram a comunidade japonesa de Campinas!

9 de agosto de 2018 • Associações, Eventos, Notícias da Comunidade • Views: 1638

A comunidade nikkei de Campinas tem participado de eventos que ficarão na memória de todos por muito tempo, pois além de celebrar os 110 anos de Imigração Japonesa no Brasil que é um marco para todos os descendentes,  ainda contou com a visita da princesa Mako no dia 22 de julho, por volta

O 21º Festival do Japão de São Paulo é maior em tudo! Até no Guiness?!

31 de julho de 2018 • Cultura, Eventos, Notícias da Comunidade • Views: 516

Pela vinda da princesa Mako ao evento, confirmada oficialmente dois meses antes (22 de maio), o recorde de público já era previsto. E, segundo os organizadores realmente ocorreu, sendo superior a 20%, em relação ao do ano passado. E não apenas no sábado, dia em que ela foi recepcionada num

A ANBLA “finca os pés”, de vez, no 21º Festival do Japão!

27 de julho de 2018 • Associações, Cultura, Música e Artes, Notícias, Notícias da Comunidade • Views: 253

Ainda em formação, mas já sensibilizando um empresário altruísta (que pediu anonimato) com seu projeto de intenções, somado a outras contribuições, a Associação Nipo Brasileira de Letras e Artes (ANBLA), conseguiu locar um espaço, incluindo layout e design, no 21º Festival do Japão,

A emissora japonesa NHK apresenta ao Japão um concurso de Karaokê nipo-brasileiro

5 de julho de 2018 • Cultura, Eventos, Música e Artes, Notícias da Comunidade • Views: 317

A nikkei Mika Takahashi é funcionária da NHK, maior empresa televisiva do Japão, locada na sucursal NHK SP, em São Paulo, como Coordenadora Administrativa e Financeira. Mas por sua vivência no meio karaokê da comunidade e com o apoio do chefe, Masaya Fujimoto, conseguiu participar da