MENU

Ex-aluna da Uespi integra grupo de pesquisas tecnológicas no Japão

Colaborando com o desenvolvimento científico nas áreas de saúde e de farmácia, a pesquisadora, cientista e doutora em Ciências Biológicas, Glicia M. Almeida, graduada pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI), é membro do mais novo grupo internacional de pesquisas tecnológicas que permite a análise de todos os genes de um organismo alterados por doenças crônicas. O grupo de estudo tem como local de pesquisa o laboratório Karydo TherapeutiX, estabelecido em Quioto, no Japão. Glicia Almeida é a única brasileira do grupo.

A equipe é composta por membros internacionais de quatro países diferentes: Japão, EUA, Brasil e Bangladesh, e traz como chefe o Dr. e fundador de pesquisas, Thomas N. Sato. Através de análises, como o D-iOrgans Atlas, que significa comunicação entre órgãos, o grupo pode avaliar quantitativamente todas as reações biológicas e prever os primeiros sinais de doenças como diabetes, câncer, arterioscleroses, deficiência renal, entre outras, e ajudar na prevenção.

Além de contribuir com o acesso a informações mais precisas e atualizadas sobre doenças e remédios, para tratá-las com mais eficiência e menos custos, o conjunto assiste à estudantes e profissionais de bioinformática com a mais completa base de dados e tem por objetivos produzir informações genéticas de alta qualidade e acessíveis a todas as pessoas, independente do lugar onde vivam e disponibilizar informação para que empresas farmacêuticas possam acessar outros potenciais usos de um medicamento por toda a América Latina…

 

Leia mais

 

Fonte: viagora.com.br

Autor:

Publicado em: 18 de dezembro de 2017

Categoria: Associações

Acessos: 250

Deixe uma resposta