MENU

Reunião entre Trump e Kim agrada China, mas Japão desconfia

Com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, estabelecendo o terreno para a normalização das relações diplomáticas com a Coreia do Norte, inclusive dizendo que os exercícios militares com a Coreia do Sul irão acabar, a China apareceu como uma vencedora da cúpula de terça-feira, enquanto o Japão observa o resultado de cara fechada.
Trump e o líder norte-coreano, Kim Jong Un, prometeram na terça-feira trabalhar para a completa desnuclearização da península coreana, e assinaram um documento “abrangente” no histórico encontro em Cingapura.
Em troca, Washington se comprometeu a disponibilizar garantias de segurança para a Coreia do Norte, embora o comunicado conjunto não fosse muito específico.
Em uma entrevista coletiva após a cúpula, Trump disse que Washington terminaria com os exercícios militares caros e “altamente provocativos” com a Coreia do Sul, medida que preocupa Seul e Tóquio, que dependem das forças militares norte-americanas para sua segurança…
Fonte: alternativa.co.jp

Autor:

Publicado em: 13 de junho de 2018

Categoria: Notícias

Acessos: 57

Deixe uma resposta