MENU

Economistas se dividem quanto a acerto de juro negativo do JapãoCOMENTE

Após dois meses de taxas de juros negativas e turbulência nos mercados do Japão, as opiniões dos economistas sobre se o banco central tomou a decisão certa estão divididas.

Nove dos 17 economistas sondados pela Bloomberg afirmam que o Banco do Japão errou ao adotar a nova política e oito dizem que acertou. A entidade anunciou a medida em 29 de janeiro e colocou-a em prática em 16 de fevereiro, quando passou a cobrar parte das reservas em dinheiro das instituições financeiras.

Para o banco central, só o tempo dirá se acertou. O integrante do comitê de política monetária Yutaka Harada declarou nesta semana que ainda é cedo demais para avaliar o impacto da política. Muitos investidores não estão dispostos a esperar. Os dados disponíveis até agora mostram que a inflação ainda não acelerou, os rendimentos de aproximadamente 70 por cento dos títulos públicos japoneses estão abaixo de zero, os fundos de renda fixa de curto prazo pararam de aceitar dinheiro e a política foi atacada pelo maior banco japonês.

“A política de juros negativos atraiu fortes críticas, não só das instituições financeiras, que tiveram os lucros comprimidos, como também de pessoas comuns”, comentou Yasunari Ueno, o economista-chefe de mercados da Mizuho Securities, em Tóquio. “É difícil haver qualquer expansão dos juros negativos no futuro, a menos que a situação mude subitamente.”…

 

Leia mais

 

Fonte: economia.uol.com.br

Deixe um comentário