MENU

Escolas do Japão são locais de ódio contra minorias sexuais, diz HRW

As minorias sexuais são alvo constante de declarações de ódio nas escolas japonesas, às vezes por parte dos próprios professores, denunciou nesta sexta-feira (6) a organização Human Rights Watch (HRW) em um relatório.

“A retórica de ódio anti-LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgênero) é praticamente onipresente nas escolas japonesas, confinando os alunos LGBT no silêncio, no ódio em relação a si mesmos e em alguns casos na violência em relação a si mesmos”, afirmou a organização de defesa dos direitos humanos com sede em Nova York.

O estudo se baseia em entrevistas com dezenas de alunos de minorias sexuais, assim como com professores que frequentemente são, segundo a ONG, um elemento chave do problema.

“A ausência de informação associada aos comentários de ódio generalizados tanto entre os alunos quanto entre os professores faz com que estas crianças sintam vergonha e asco”, prossegue o documento.

Quase todas as pessoas questionadas “dizem ter ouvido comentários anti-LGBT em seu estabelecimento, como ‘asqueroso’, ‘homo’ ou coisas como que ‘estas criaturas não deveriam ter nascido nunca'”, afirma o documento da HRW…

 

Leia mais

 

Fonte: otempo.com

Deixe um comentário