MENU

Força de Autodefesa Marítima do Japão se esforça para recrutar mais mulheres

Mulheres atuando no maior navio de guerra do Japão, o Kaga, formam um grupo unido na linha de frente para transformar a marinha japonesa em uma força de combate de gêneros mistos, onde os homens superam em uma proporção de aproximadamente 10 a 1.
A Força de Autodefesa Marítima (MSDF) precisa de mais mulheres porque as taxas de natalidade estão caindo, o que significa que tem poucos homens para tripular navios de guerra ou porta-helicópteros como os Kaga, navegando em águas estrangeiras para combater a crescente influência regional da China.
“Mulheres de todo o mundo estão trabalhando em um número maior de áreas e acho que o Japão precisa fazer parte disso”, disse a oficial Akiko Ihara, 31 anos, ao lado de um dos helicópteros que ela ajuda a manter.
A proporção de mulheres na equipe de 450 homens do Kaga é de cerca de 9%, um nível que o Japão está mirando para as forças armadas em geral até 2030, que é de 6% atualmente. Isso ainda ficaria aquém dos EUA, onde 15% das pessoas de uniforme são mulheres e a Grã-Bretanha, com 10%…
Fonte: alternativa.co.jp

Deixe um comentário