MENU

Japão recorre ao DNA para identificar mais de 1 milhão de soldados mortos

O governo do Japão pediu aos parentes de combatentes desaparecidos na Segunda Guerra Mundial que forneçam amostras de DNA para tentar identificar os restos de 1,13 milhão de japoneses mortos no conflito bélico.

O Executivo apostou por este método para tentar identificar alguns combatentes mortos, em um projeto que se estenderá durante nove anos, até 2025, quando será comemorado o 80° aniversário do final da guerra, explicou nesta quarta-feira à Agência Efe um dos responsáveis da iniciativa.

Na primeira fase do projeto, o Ministério do Trabalho, Saúde e Bem-Estar do Japão enviou nesta semana mensagens a cerca de 800 parentes de soldados mortos no conflito e que não puderam recuperar seus restos, nas quais pede amostras de saliva para realizar os teste de DNA…

 

Leia mais

 

Fonte: noticias.terra.com.br

Deixe um comentário