MENU

KAROSHI: OS JAPONESES REALMENTE MORREM DE TANTO TRABALHAR?

O trabalho duro como parte da ética de um cidadão japonês pode ser rastreado desde o início da década de 1920, quando o país atravessava um período de rápida industrialização e militarização, o que não demorou muito para emergir no cenário econômico como uma grande potência global.

E isso não diminuiu nem mesmo após as catástrofes da Segunda Guerra Mundial, principalmente tendo que reconstruir o país das cinzas após a queda de Little Boy e Fat Man em Hiroshima e Nagasaki. Além disso, o governo também teve que pagar reparações de guerra aos Aliados ocidentais, o que significava ter que colocar uma enorme porcentagem de sua população em prática, resultando em mais trabalho…

 

 

 

Continua…

 

 

Fonte: www.megacurioso.com.br

Deixe uma resposta