MENU

Licença paternidade no Japão: bem inferior à meta

Está prevista também na legislação de trabalho do Japão a licença parental. Mas ainda parece pertencer ao universo feminino. O governo quer incentivar a licença remunerada do emprego para tomar conta do bebê e fazer as tarefas de bem-estar, por parte do pai também. A meta é de chegar, pelo menos, em 13%.

Porém, segundo estatística divulgada pelo governo, apesar do recorde de 5% em relação aos novos pais em 2017, ainda continua bem além da meta.

Segundo uma pesquisa realizada em 6,1 mil empresas, o índice da licença parental por parte das mulheres chegou a 83%, enquanto dos homens ficou na casa dos 5%. Houve um leve aumento em relação ao ano anterior, com índice de +2%.

O governo espera que até 2020 alcance a meta dos 13%…

 

Leia mais

 

Fonte: portalmie.com

Deixe um comentário