MENU

Programação Instituto Tomie Ohtake | Janeiro 2024

imagem de manto feito com penas brancas, marrons, azuis, vermelhas e pretas com bolinhas brancas

Glicéria Tupinambá | Manto Tupinambá, 2021. Coleção da Aldeia Tupinambá da Serra do Padeiro, Bahia.

Janeiro

Chegamos em 2024 com um monte de novidades pela frente e exposições abordando as mais diferentes linguagens artísticas. Venha ver o Manto Tupinambá de perto em exibição na mostra “Ensaios para o Museu das Origens” e aproveite para participar do lançamento do catálogo da exposição, que será realizado no dia 25 de janeiro, com a presença de pessoas muito especiais. Também convidamos você a aproveitar esse período de férias e trazer a garotada para curtir todas as exposições em cartaz: temos fotografias impressionantes em “Hiromi Nagakura até a Amazônia com Ailton Krenak”, obras nunca expostas de Tomie Ohtake em “Máscaras e Flôrs”, e a prolífica produção do casal portenho Yente e Juan Del Prete em “Vida venturosa”. Aguardamos a sua visita e que seja um ano de grandes alegrias pra gente.

EXPOSIÇÕES

imagem abstrata com figuras geométricas: retangulos, e circulos nas cores amarela, preto, verde, marrom, rosa e azul

Juan Del Prete | Fracción con elementos geometricos, 1949.

Yente Del Prete

Focada no casal de artistas Eugenia Crenovich (Eugenia Crenovich, Buenos Aires, Argentina, 1905-1990), conhecida como Yente, e Juan Del Prete (Vasto, 1897 – Buenos Aires, 1987), a exposição “Yente Del Prete: Vida venturosa”, com curadoria da pesquisadora e curadora-chefe do Malba María Amalia García, ressalta a sinergia criativa do casal e o vínculo amoroso como uma forma de abordar o fazer artístico. Essa exposição reúne-os pela primeira vez com uma seleção de mais de 150 obras, abrangendo a ampla gama de suas carreiras, das décadas de 1930 a 1980. A mostra conta com o patrocínio do J.P. Morgan na cota prata, Consulado-Geral da República Argentina em São Paulo, Globant e La Serenissima na cota apoio, e realização do Instituto Tomie Ohtake por meio da Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura, Brasil, União e reconstrução, Governo Federal.

Até 18 de fevereiro
Saiba mais AQUI

mulher indígena sorrindo usando um manto e cocar feito de penas coloridas em branco, marrom, vermelho e azul

Glicéria Tupinambá | Manto Tupinambá, 2021. Coleção da Aldeia Tupinambá da Serra do Padeiro, Bahia.

Manto Tupinambá

Você já viu o Manto Tupinambá de perto? Desde o final do ano passado, a exposição “Ensaios para o Museu das Origens” está abrigando o manto costurado por Glicéria Tupinambá e sua aldeia, como parte da pesquisa da artista ao investigar o papel do manto na cosmologia de seu povo, a sua presença nas iconografias do ocidente e as técnicas que embasam a sua feitura. Este pouso é parte do projeto Manto em Movimento, realizado pela Casa do Povo e MAC USP, propondo a itinerância do manto por diversos espaços da cidade de São Paulo. Ao confeccionar o manto, Glicéria Tupinambá, artista, ativista, professora e intelectual natural da aldeia da Serra do Padeiro, no sul da Bahia, torna visível o longo processo coletivo de composição dessa peça junto a seu povo: uma trajetória de conexão com sua ancestralidade, envolvendo sonhos, mapas, iconografias, textos e viagens.

Até 28 de janeiro. Saiba mais AQUI

desenho de lápis de cor de formas geométricas com linhas e quadrados nas cores rosa, vermelho, azul e verde

Máscaras
e Flôrs

Já pensou em que tipo de “achados” você encontraria se pudesse mergulhar na casa-ateliê de Tomie Ohtake? Os curadores Julia Cavazzini e Diego Mauro aceitaram esse desafio e o resultado você confere na exposição: “Máscaras e Flôrs: os papéis de Tomie Ohtake”. Venha descobrir um pouco do que está guardado nos álbuns de fotos, papéis de desenho, cartas, guardanapos e muitas outras coisas curiosas sobre o processo criativo dessa grande artista. Essa exposição conta com o patrocínio da BCG na Cota Bronze e Verde Asset na Cota Apoio. Imagem: Tomie Ohtake, “Sem título”, técnica mista sobre papel. Foto: Ricardo Miyada.

Até 5 de maio de 2024
Mais informações AQUI

imagem de bonecas feitas pelos indígenas da etnia baniwa. elas vestem roupas listradas de branco e preto

Museu
das Origens

“Ensaios para o Museu das Origens” é uma exposição feita em diálogo com muitas pessoas, coletivos, movimentos e instituições. É um gesto composto de outros gestos, que mobiliza o debate sobre as políticas de memória e sobre os modos como preservamos e difundimos as matrizes constitutivas do Brasil. Venha conferir o resultado dessas múltiplas conversas em uma mostra única. Mas corra, porque fica só até o final deste mês. Essa exposição tem curadoria geral de Paulo Miyada e Izabela Pucu, curadoria adjunta de Ana Roman, curadoria dos convidados Daiara Tukano e Thiago de Paula Souza, e conta com patrocínio do Itaú e realização do Itaú Cultural. Imagem: Bonecas Baniwa. Foto: Everton Ballardin.

Até 28 de janeiro de 2024
Saiba mais AQUI

fotos de indígenas. ao centro uma mãe segura um bebê no colo, rodeada por crianças e um jovem. ao fundo, ocas, árvores e céu com nuvens

Hiromi Nagakura | Arina Yanomami – Aldeia Demini – Watoriki, década de 1990.

Até a Amazônia

Se você ainda não veio conferir a exposição “Hiromi Nagakura até a Amazônia com Ailton Krenak”, aproveite o mês de janeiro para se dar esse presente! Com fotos que são um deleite para todos os sentidos, a mostra transmite toda a energia, vitalidade e sensibilidade dos povos indígenas por meio do olhar único de Hiromi Nagakura e sua amizade transcendental com o curador Ailton Krenak. Convidamos você a apreciar essa reunião única de obras, com curadoria de Ailton Krenak e curadoria adjunta de Priscyla Gomes, Angela Pappiani e Eliza Otsuka. Essa exposição é patrocinada pelo Bradesco na Cota Apresenta, Meta na Cota Prata e BCG na Cota Bronze.

Até 4 de fevereiro de 2024
Mais informações AQUI

EDUCATIVO

imagem de um livro com a capa metade rosa, metade amarela com um círculo no meio metade vermelho e metade branco

Tomie: sem título | Projeto gráfico de Felipe Carnevalli e Vitor Cesar.

Tomie: sem título

Você conhece os materiais educativos do Instituto Tomie Ohtake? Desenvolvidos a partir de conversas com professores, educadores e estudantes, esses materiais levam nossas exposições, projetos e programas para além dos muros do Instituto. A publicação “Tomie: sem título”, que conta com o patrocínio do Instituto Cultural Vale, apresenta os principais aspectos da produção de Tomie Ohtake propondo experiências sensíveis e criativas a partir de formatos diversos como exercícios, vídeo em libras (com legenda e narração em português), encarte em braile, audiodescrições da curadoria, ambientações sonoras e narração dos textos. Com projeto gráfico de Felipe Carnevalli e Vitor Cesar, coordenação e redação de Divina Prado, consultoria de acessibilidade de Claudio Rubino, este material está disponível para download no link abaixo.

Faça o download da publicação AQUI

foto da exposição ensaios sobre o museu das origens. cavaletes de madeiras sustentam fotos, textos e dois quadros coloridos

Ensaios sobre o Museu das Origens | Foto: Everton Ballardin

Museu das Origens:
lançamento do catálogo

Convidamos você a participar do lançamento do catálogo da exposição “Ensaios para o Museu das Origens”, no dia 25 de janeiro, quinta-feira, às 15h. O evento contará com a presença da nossa equipe e dos convidados: Mario Chagas, Padre Mauro, Antonia Kanindé e Izabela Pucu. Com projeto gráfico de Felipe Carnevalli e Vitor Cesar, organização de Paulo Miyada, Izabela Pucu e Ana Roman, e textos dos organizadores e de Daiara Tukano, a publicação traz imagens da mostra em exibição aqui no Instituto Tomie Ohtake e no Itaú Cultural e narrativas que ajudam a entender o contexto e a relevância desse projeto tão importante. Venha participar desse lançamento! A exposição “Ensaios para o Museu das Origens” tem curadoria geral de Paulo Miyada e Izabela Pucu, curadoria adjunta de Ana Roman, curadoria dos convidados Daiara Tukano e Thiago de Paula Souza, e conta com patrocínio do Itaú e realização do Itaú Cultural.

Lançamento do catálogo em 25 de janeiro, quinta-feira, às 15h
Saiba mais AQUI

APOIE O INSTITUTO TOMIE OHTAKE

chão vermelho e parede branca ao fundo com duas pinturas. a pintura da esquerda é branca com uma mancha azul e a pintura da direita é branco com uma mancha vermelha. ao centro, uma escultura em tubo branco retorcido

Pinturas e escultura tubular de Tomie Ohtake | Foto: Ricardo Miyada

Programa Amigos

O Programa de Amigos do Instituto Tomie Ohtake tem o objetivo de aproximar você de um dos espaços de arte mais emblemáticos da cidade de São Paulo. Além de apoiar, você fará parte de uma comunidade conectada à arte, contará com benefícios especiais e experiências únicas para um conhecimento ampliado sobre cultura, arquitetura e design. São seis categorias de apoio, contribuindo com novas exposições, programas educativos, orçamento anual e manutenção do Instituto. Apoie!

Faça parte AQUI

Deixe um comentário