MENU

Relações com Rússia podem provocar discórdia no G7

Enquanto o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e o líder francês, François Hollande apelaram para a reaproximação com a Rússia, Washington não mudou a sua postura firme em relação a Moscou.

Os líderes do grupo dos países mais industrializados — Grã-Bretanha, Itália, Alemanha, França, Canadá, Japão e Estados Unidos — reuniram-se na quinta-feira (26) para uma cúpula de dois dias em Ise Shima, Japão. Na reunião são tradicionalmente discutidas as questões econômicas globais.

O jornal chamou o primeiro-ministro Abe “próximo” do presidente Putin.

No início de maio, Abe visitou o balneário russo de Sochi, manteve conversações com Putin e apresentou o plano econômico de cooperação de oito pontos entre os dois países, que abrange áreas como a exploração de petróleo e gás e a modernização de portos e aeroportos no Extremo Oriente russo. Após a visita, Abe disse que ele “sentia um grande avanço” nas relações do Japão com Moscou…

 

Leia mais

 

Fonte: br.sputniknews.com

Deixe um comentário